Elon Musk, da SpaceX, detalha seus planos para uma cidade de um milhão de pessoas em Marte

A SpaceX tem planos ambiciosos de estabelecer uma colônia em Marte nas próximas décadas

CEO divulgou online a proposta de construção de novas naves e foguetes, capazes de levar pessoas ao Planeta Vermelho a cada 26 meses

Após o incrível sucesso de sua empresa SpaceX, sendo o mais recente o envio de uma nave Dragon em sua segunda viagem ao espaço para abastecer a Estação Espacial Internacional (ISS), Elon Musk traça planos ainda mais ambiciosos. Conforme ele revelou em uma conferência sobre astronáutica no México em setembro de 2016, ele pretende transformar a humanidade em uma espécie multiplanetária. Os planos estão disponíveis para serem baixados gratuitamente até 05 julho nos links abaixo.

Elon Musk escreveu: "A publicação desses planos permite uma oportunidade para a comunidade ligada ao espaço conhecer nossa visão, e também serve como referência para futuros estudos e planejamento". Devem ser utilizados no ambicioso empreendimento uma nave e um foguete reutilizáveis chamados de Sistema de Transporte Interplanetário (ITS), e tanto a nave como o foguete utilizarão os motores Raptor que a SpaceX está desenvolvendo. Estes devem ser três vezes mais potentes que os motores Merlin usados nos foguetes Falcon 9. O foguete ITS será o mais potente de todos os tempos, contando com 42 motores Raptor a fim de colocar até 330 toneladas de carga em órbita. 

Esse valor poderá aumentar para até 600 toneladas caso o foguete não seja reutilizado, e por comparação o mais poderoso propulsor espacial até hoje é o Saturno V, utilizado no Projeto Apollo que levou o homem à Lua, e capaz de colocar 150 toneladas em órbita. O plano é que os foguetes ITS coloquem as naves em voo orbital ao redor da Terra e retornem para serem reutilizados, pousando na própria plataforma da qual decolaram. Isso será possível com o desenvolvimento das tecnologias envolvidas, e esse progresso pode ser acompanhado no crescente sucesso dos poucos dos Falcon 9. É provável que as primeiras missões utilizem a histórica rampa 39A do Centro Espacial Kennedy, de onde partiu em julho de 1969 a Apollo 11 para o primeiro pouso na Lua.

PLANOS AMBICIOSOS DE COLONIZAÇÃO DO SISTEMA SOLAR

Os foguetes ITS colocarão as naves levando os colonos marcianos em órbita, e lançarão em seguida naves-tanque que abastecerão aquelas tripuladas, para em seguida retornar também elas à Terra. Então cada nave com sua tripulação partirá rumo a Marte, e os planos envolvem lançar muitas naves a cada 26 meses, quando a Terra e Marte se encontram na posição ideal para um voo mais curto e econômico. Cada foguete terá capacidade de ser reutilizado até 1.000 vezes, e 100 vezes cada nave-tanque, tornando a operação viável economicamente. Musk prevê até mesmo 1.000 naves ITS, cada uma com 100 pessoas a bordo, partindo para Marte a cada janela de lançamento, e isso permitirá em tese que, em 50 ou 100 anos, até um milhão de pessoas possam estar vivendo no planeta vizinho. As naves ITS terão 9 motores Raptor e será capaz de 12 a 15 jornadas interplanetárias. Assim, o sistema permitirá que a jornada de uma pessoa a Marte custe em torno de US$ 200.000, contra estimados 10 bilhões de dólares de hoje. Elon Musk pretende lançar a primeira nave ITS daqui dez anos.




Paginas

Widget posts recentes