Publicado em 12 de jul de 2018 > O polêmico arquivo com as declarações do Prof. Laércio Fonseca enfim publicado. Cientistas se tornarão médiuns? A vida após a morte é a chave para compreender o fenômeno UFO? Os ETs atuam no meio de nós? Assista, avalie, reflita, pense e repense. Tire suas próprias conclusões.

Pentágono também investigou casos de UFOs sobre bases de misseis nucleares

Casos envolvendo UFOs e o arsenal nuclear norte-americano chamaram a atenção do Pentágono

Senador Harry Reid admitiu em entrevista que ocorrências em bases militares chamaram a atenção e foram seriamente investigadas

Continua a intensa repercussão a respeito da investigação ufológica realizada pelo Pentágono entre 2007 e 2012. Em entrevista para a Klas-TV, disponível nos links abaixo, o ex-senador Harry Reid, principal figura política responsável pela realização do projeto, reconheceu que entre os casos mais bem pesquisados se encontram aqueles envolvendo a presença de UFOs sobre bases militares, especialmente aquelas onde existiam silos de mísseis nucleares. Em troca de mensagens entre o jornalista George Knapp da Klas-TV e o pesquisador Robert Hastings, o primeiro detalhou que os incidentes investigados aconteceram em outubro e novembro de 1975.
Robert Hastings é o maior especialista em casos envolvendo UFOs e bases militares, especialmente aquelas com mísseis balísticos, e é autor de Terra Vigiada, um dos maiores sucessos da Biblioteca UFO, e do documentário UFOs e Mísseis Nucleares, também disponível com exclusividade no Brasil pela Videoteca UFO (confira nos links abaixo). Hastings aponta que os casos mencionados já são de domínio público após documentos que os descrevem se tornarem acessíveis graças à Lei de Liberdade de Informações. Os arquivos liberados, assim como depoimentos de ex-militares da Força Aérea norte-americana (USAF) confirmam a presença de objetos anômalos manobrando nas proximidades de silos de Mísseis Balísticos Intercontinentais (ICBMs). Essas ocorrências se deram sobre os silos da base aérea Malmstrom, em Montana, e nos depósitos de armas nucleares das bases de Loring, no Maine, e em Wurtsmith, Michigan.
Foram obtidas informações a partir de um diário do Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (Norad), descrevendo como vários UFOs foram observados sobre os silos em Malmstron por várias horas em 7 de novembro. Um dos intrusos foi descrito com forma de disco e cor laranja esbranquiçada. Nove UFOs foram rastreados por radar e perseguidos por caças F-106, que não conseguiram alcançar os intrusos. Como resultado desse incidente, além dos ocorridos em Loring e Wurtsmith, o Pentágono colocou todas as suas forças nucleares em um status de alerta mais elevado, chamado de Opção de Segurança 3. Robert Hastings aponta que tais casos são somente a ponta do iceberg, pois outros documentos desclassificados descrevem atividade ufológica ao longo de décadas em outros locais de silos, produção ou armazenagem de armas nucleares, como nos laboratórios Sandia e em Los Alamos, no Novo México, nas instalações de produção de plutônio em Hanford e Savannah River, áreas de testes de armas nucleares em Nevada e no Pacífico, e bases de testes de mísseis na base Vandenberg, Califórnia, e Cabo Canaveral, Florida. Hastings entrevistou mais de 160 ex-militares que foram testemunhas dessas ocorrências, e seu trabalho está disponível nos links abaixo.

Fonte: Revista UFO

ARQUIVO

VISITANTES

Visualizações de página